• É o produto final do catabolismo das purinas. Seus níveis urinários estão diretamente relacionados com a velocidade de sua formação e com a velocidade e capacidade de excreção. Outros fatores, como predisposição genética, raça, sexo, idade, peso corporal, ingestão de álcool, diabetes, dislipidemia, dieta e uso de medicamentos também influenciam seus níveis urinários. Sua eliminação está relacionada com a ingesta e o catabolismo das nucleoproteínas. Em condições normais setenta por cento do ácido úrico é eliminado por via renal.
    Indicações: Avaliar o metabolismo das purinas. O ácido úrico é o seu principal produto final nos fígado, intestino e músculos. O balanço dinâmico entre a produção e excreção determina a sua concentração urinária.
    Interpretação clínica: Não há uma correlação direta entre o nível sérico e urinário de ácido úrico. Diversos fatores podem alterar o valor do ácido úrico urinário, como dieta, pH urinário (a eliminação do ácido úrico é inversamente proporcional ao pH), hiperglicemia, contrastes radiológicos, altas doses de vitamina C, diuréticos, anti-inflamatórios não esteróides, consumo de álcool e outros. A insuficiência renal, mesmo que discreta, pode diminuir a excreção de ácido úrico, assim como a hipertensão arterial.

    Sugestão de leitura complementar:
    Sica D A, Schoolwerth A C. Renal Handling of Organic Anions and Cations: Excretion of Uric Acid. In: Brenner and Rector’s The Kidney, 7th ed., 2004 Saunders, Elsevier.

    Wortmann R L, Kelley W N. Gout and Hyperuricemia. In: Kelley’s Textbook of Rheumatology,7th ed., 2004 Saunders, Elsevier.

  • Summary
    Review Date
    Reviewed Item
    Avaliação
    Author Rating
    51star1star1star1star1star