O zinco é um elemento essencial e faz parte de diversas proteínas e enzimas. A sua deficiência se manifesta em seres humanos, após alguns anos de depleção, como resultado da ingestão constante de dietas deficitárias desse elemento que poderão causar transtornos na cicatrização de feridas, funções imunológicas, divisão e crescimento celular, desenvolvimento fetal , retarda o crescimento, desenvolvimento sexual, dermatites e alopecia.
A análise de Zn-Eritrocitário é para ajudar na avaliação do estado nutricional pregresso (carência) com relação a depleção e seus efeitos a curto, médio e longo prazo. Além dessa avaliação bioquímica, o diagnóstico deverá ser complementado com dados dietéticos e antropométricos. Excesso de zinco não é de grande preocupação clínica. O hábito de tomar megavitaminas (contendo grandes doses de zinco) não produz problemas de toxicidade direta. O excesso de zinco absorvido na dieta e por medicamentos é excretado na urina.

Summary
Review Date
Reviewed Item
Avaliação
Author Rating
51star1star1star1star1star